Renováveis continuam a quebrar recordes no UK, mais de 100 horas sem recurso a carvão

A Grã-Bretanha foi alimentada por outras fontes além do carvão por mais de 100 horas no fim-de-semana, o maior tempo desde o início da revolução industrial, revelaram novos números.

A National Grid diz que o país está cada vez menos dependente do carvão, uma vez que as fontes de energia renováveis são mais confiáveis e os cidadãos estão a instalar painéis solares em casa num número cada vez maior. A dependência de fontes de energia renováveis é agora “uma ocorrência mais regular”.

Actualmente, o carvão responde por menos de 10% da produção de energia da Grã-Bretanha e o governo planeia descontinuar as últimas centrais a carvão do país até 2025, numa tentativa de reduzir as emissões de carbono.

Dos 31,45 gigawatts (GW) que alimentam o Reino Unido em 5 de maio, nenhum foi contabilizado pelo uso de centrais termoelétricas a carvão (1 GW é suficiente para alimentar 100 milhões de lâmpadas LED).

As fontes renováveis de energia contribuíram com uma proporção crescente da geração de energia da Grã-Bretanha nos últimos anos. Em 2018, a geração eólica excedeu 15GW pela primeira vez.

Sean Kemp, porta-voz da National Grid, disse: “Nós quebramos o recorde neste fim-de-semana pelo maior período de tempo sem carvão. O período contínuo de tempo sem geração de carvão no sistema foi de pouco mais de 100 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *